Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.320.909 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Um jogo de equilíbrio.


Publicada em: 22/01/2010 07:31
por: Hélio da Rosa Machado

                    Ontem à noite relembramos aqueles inesquecíveis encontros esportivos entre os Poderes Judiciário Estadual e Federal, quando a equipe do Tribunal Regional do Trabalho vinha para campo com grandes jogadores e proporcionava partidas de imensa disputa e de grande equilíbrio tático, pois tanto a nossa equipe como a equipe adversária possuía no seu quadro (plantel) ex-profissionais que davam um brilho especial para a partida.

                    Depois de um certo tempo que esses jogos perderam esse brilho em face da aposentadoria de alguns jogadores e também em face do seu contingente técnico ter se dispersado em razão de vários fatores, tudo voltou a ser como antes, ou seja, quando tais equipes se encontram o resultado é uma partida cheiA de equilíbrio e de alternativas táticas. O resultado de ontem de 02 X 00 para nossa equipe do Poder Judiciário Estadual não espelhou a performance equilibrada do jogo que se manteve em zero a zero até avançado decorrer do segundo tempo.

                   Assim, esperamos que neste ano de 2010 tenhamos muitos jogos desse nível, até porque todos que estavam em campo - por serem velhos conhecidos - jamais ousaram desrespeitar o adversário com jogadas desleais e o jogo trancorreu na mais absoluta lealdade esportiva. Está de parabéns o Jorge Batista por liderar esse grupo e trazer para Sindijus pessoas de grande estima de nossos filiados, até porque há algum tempo atrás também faziam parte do nosso quadro de funcionários.

                   Enfim, depois dessa partida que marcou nossa estréia este ano, fomos para o quiosque principal recepcionar nossos amigos de outrora e ali permanecemos até que o ponteiro do relógio cruzou meia noite, já que eram muitas as estórias que deveriam ser relembradas e muitos os assuntos a serem tratados. Quando o grupo de velhos amigos resolveu se afastar ainda encontrou um outro grupo de amigos da "Bancada da Bola" que ainda insistia em prestigiar o Japa Edir, fazendo fila em frente à sua janela, certamente acompanhando o Edson na última saideira. Como diria o Zenildo: "A noite é uma criança e eu sou o seu brinquedo,; não sou eu que chego tarde, pois é o sol que chega cedo".
               




Imagens

...É O SOL QUE CHEGA CEDO...

Comentários (1)

Enviado por: k10, em: 22/01/2010 16:09
O único jeito de chegarmos cedo em casa é contratar o André novamente, pois o japa ta levando cerveja muito gelada, alguem gostou da sugestão? Sem falar que eu fiquei sabendo que André tava recebendo propina das damas da bancada da bola,será?

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)