Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.401.046 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2021
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

A JABULANI.


Publicada em: 26/05/2010 10:58
por: Hélio da Rosa Machado

 

Acho que esse termo passaria em absoluto desconhecimento pelos milhares de torcedores ao redor do mundo, não fosse o nome dado a um artefato de couro, com uma câmara dentro, de forma circular, que tem a capacidade de repicar ao chão e saltitar que nem sapo, não fosse o nome que se escolheu para a bola da próxima Copa do Mundo a ser realizada na África do Sul. No dialeto sul-africano a definição de Jabulani nada mais é do que celebração e honra. Assim, é sobre essa (já famosa) Jabulani que se concentrarão todas as atenções a partir do dia 11 junho próximo vindouro.

Tive oportunidade de num outro momento - já que aqui no Brasil vivemos em constantes diálogos sobre os rumos da bola - de abordar sobre essa coisa mágica chamada bola, onde as forças ocultas e a própria dinâmica das contingências físicas, relativa a espaço e força da gravidade fizeram que tal artefato fosse construído na forma arredondada, lembrando nosso globo terrestre, como se alguém Maior do Universo também pudesse chutá-la rumo às redes do cosmos, até em razão da nossa insignificância no contexto do Universo estelar.

Entretanto, não podemos olvidar do significado dessa esfera sentimental, que leva multidões a exaltar-se num único momento, quando ela (a bola) entra em atrito com as malhas esticadas que impedem sua caminhada. Nesse momento, os seres humanos extravasam suas emoções, a ponto dos médicos cardiologistas ficarem de plantão esperando que os mais afoitos frequentem com maior constância seus consultórios em busca dos seus préstimos do campo dos distúrbios cardiovasculares.

A África do Sul será o palco do espetáculo onde a bola irá circular nas quatro linhas de um campo de futebol, trazendo para as diversas nações um clima de intensa agregação humana, posto que o futebol tem a magia de unir raças, equilibrar problemas sociais, harmonizar conflitos, resplandecer felicidade, de tal forma que todos os povos, mesmo não sendo aqueles que figuram como favoritos ao título (perante as estatísticas da mídia), tornam-se senhores das glórias e almejam estar presentes no maior número de conquistas e até quem sabe - como alguém do mundo da 'zebra' - possam despontar como surpresa na maior competição mundial.

Assim, é sobre a privilegiada Jabulani que nossos olhos se acenderão em chamas a partir do dia 11 de junho de 2010. Para nós brasileiros, a bola será amarelinha, tal qual as cores da nossa camisa (uniforme número 1) da seleção brasileira. Como nos sonhos, não interessa se ela é pintada de uma outra cor. O que importa é que sobre a bola estejam gravadas as cores da nossa Bandeira Nacional.

Vamos lá, velha e nova Jabulani!. Que você corra pelos gramados verdes do país da Copa do Mundo 2010, com o entusiasmo de uma criança quando enxerga o seu brinquedo. Que você saltite como um canguru, mas que seja amortecida pela nossa técnica de domá-la, de conduzi-la com maestria, como se fosse um adendo dos nossos pés; que não saia de nossa posse e que só se despeça de nós, quando for ao encontro das redes.

 



Imagens

A famosa JABULANI

Comentários (3)

Enviado por: Alziro, em: 27/05/2010 11:42
Creeeedo! Antes dessa preciosa e rebuscada aula sobre a nossa tão querida, e, nem sempre tão bem tratada gorduchinha, se alguém me perguntasse 'o que é "jabulani"?', eu não saberia responder, mas, provavelmente iria achar que seria um animal híbrido: uma cruza de três craques: Jabu/ti (da Escolinha do Valdecir), La/lá (da bancada da bola) e Zida/ni (o maior cabeceador e ídolo franco-árabe).

Enviado por: Alziro, em: 27/05/2010 11:52
Mais um pouco de cultura: No Paraguay, antes da popularização do futebol, hoje esporte conhecidíssimo e amado nas plagas guaranys como "fúbol", onde a bola é hoje denominada "pelota" (ô), o esporte bretão já fora chamado de "vacapipopô" pelos nativos, povo de origem ameríndia. Traduzindo: "vaca"=vaca / pi=forma abreviada de "pirê" (couro) / popô=verbo pular, saltar, saltitar, quicar. Maonataca também é cultura, chamigos!

Enviado por: ALEMAO, em: 27/05/2010 14:27
boa sorte no jogo de hj....estou viajando nao estarei presente...estou louco para retornar ao palco maior do nosso futebol...

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)