Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.400.977 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2021
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

O discurso de agradecimento...


Publicada em: 27/09/2010 12:11
por: Hélio da Rosa Machado

Para se falar de bonito não precisa procurar palavras lindas, porque a própria escrita sobre as coisas que vemos cria as coisas bonitas. Assim, aquele que deu o nome à cidade nada fez além de expressar um sentimento através daquilo que via.

Para nós que vivemos na chamada ‘Selva de Pedra’, onde a terra é apenas o mundo do subsolo, quando queremos descanso, ou quando queremos ver coisas que a natureza oferece como paisagem para os nossos olhos, a primeira coisa que imaginamos e depois brigamos para tornar realidade, é uma visita informal a esta cidade cheia de maravilhas, cuja realidade e pureza das suas águas encantam o mundo.

Assim, dentro dessa ótica, nem é preciso dizer que estamos tendo aqui em Bonito-MS, a sensação de estarmos no porvir de nossa juventude, pois todos nós ficamos nivelados na idade, para buscar forças de curtir todos os momentos com a mais intensa energia, para que isso fique gravado em nossa memória como um filme que será exibido em nossos sonhos todas às noites quando estivermos cansados da rotina do nosso trabalho.

A partida de futebol que realizamos a pouco foi apenas um ingrediente que nos servimos para entrelaçarmos laços de amizades com os irmãos que aqui vivem e respiram esse ar puro e divino. Evidente que não foi um encontro que valesse pontos numa competição, mas foi sim, um evento que rendeu mil pontos na confraternização e na pontuação para o campeonato das amizades, pois mesmo que tenhamos passado algumas décadas estaremos lembrando que um dia tivemos em Bonito e aqui encontramos pessoas receptivas e calorosas que nos receberam com grande carinho. Agradeço em nome da delegação a todos que estiveram engajados na nossa recepção. Creio que quando forem nos visitar lá na Capital, teremos de nos esforçar ao máximo, no sentido de oferecermos uma recepção que esta à altura desta que aqui encontramos.

Para finalizar, faço uma homenagem especial ao estupendo balneário da Ilha do Padre – lugar que faz parte do nosso roteiro -  com uma poesia de minha autoria que fiz há algum tempo quando aqui estive com alguns amigos:

Oh! pequena ilha...

Você no meu coração partilha,

Muitos corações,

Pois aqui reencontrei a felicidade.

Junto a amigos de verdade.

 

É que a realidade me mostra.

Algo de palpável.

 Por este ambiente saudável.

Pois aqui tem boa prosa.

Tem boa música.

E ótima companhia.

 

Essas águas cristalinas.

Com os sons das cachoeiras.

Mostram seu aconchego.

Como se fosse um chamego.

Que vem lá do fundo.

Naquele mergulho profundo!

 

São as Piraputangas!

Que dançam em cirandas.

Com saltos acrobáticos.

Buscando aqueles fragmentos.

Que lhes dão o sustento.

 

E, assim...passam as horas...

E quando é hora de ir embora.

Lá nos Céus!

Vejo as nuvens no horizonte.

Que escondem o sol brilhante.

É a tristeza da saída.

É aquela dor da partida.

 

Oh! Ilha do Padre...

Assim me despeço de você...

Um lugar tão nobre.

Onde não há rico nem pobre.

Somente coisas nobres.

Que são oferecidas de graça.

Para qualquer um que passa.

 

Foi Deus quem a desenhou.

Com seus dedos de Senhor.

E no coração deste servo.

Assim me conservo.

Para receber tanta luz...

Que vem lá de cima...

Pra fazer estas rimas!



Imagens

Pequena ilha...

Comentários (1)

Enviado por: José Robson, em: 27/09/2010 13:03
Já faço isso há quase 20 anos, quando o asfalto era ainda promessa. Torcia sempre para chover na volta, porque daí tinha de lá ficar mais um cadinho.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)