Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.401.373 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2021
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Síndrome do três a um.


Publicada em: 22/10/2011 21:36
por: Hélio da Rosa Machado

                 Não estranhe o título da matéria. Ocorre que este é o campeonato que aponta o maior número da história de placares com resultado de três a um. Quem duvida basta olhar nos resultados até agora obtidos. Só hoje foram dois jogos com esse resultado.

               Não vou falar desta vez com o mesmo entusiasmo do Galo da Bandeirantes, porque não conseguiu o mesmo feito de sábado passado. Falo sim, de uma rodada esplendorosa e cheia de alternativas, cujos placares demonstraram que a competição segue muito competitiva e com bom equilíbrio. Basta olhar a tabela de classificação.

                 O 1º jogo assinalou a recuperação da equipe de Ivinhema que no sábado passado havia perdido a segunda partida. Hoje, foi diferente, pois, também ganhou a segunda. Foi um jogo bem equilibrado, mas, com ligeira vantagem para a equipe da terra da mandioca, já que a equipe azul marinho comandava as jogadas de meio campo e chegava ao campo adversário com certa facilidade, entretanto, o fato da equipe do Cede - de cores correinse (amarelo e azul) - não contar com seu goleiro titular (que faltou), fez com que seu treinador ficasse mais atento ao sistema defensivo e colocou a maioria dos seus jogadores para formar uma barricada defensiva, para que os atacantes do Ivinhema não chutassem para seu gol. Entretanto, o fato que mais prejudicou a equipe do Cene foi a ausência de jogadores de complementação, já que não tinha ninguém no banco e isso minou as energias de seu time propiciando que o Ivinhema chegasse a seu gol através da habilidade do seu meia Sirfarney. Resultado,o placar fez justiça ao título, ou seja, 3 X 1 em favor do Ivinhema.

                    No segundo jogo a equipe do Ponta Porã demonstrou que depois das mudanças reinvidicadas pelo seu treinador Toninho Ávalos, passou a ser mais competitiva e deu trabalho para seu adversário. O resultado foi um jogo equilibradíssimo com a boa equipe do Comercial. Mas, como sempre, prevaleceu o maior plantel, já que o time do Comercial tem bons jogadores suplentes, conquanto a equipe de Ponta Porã não tinha jogadores para repor a sentida ausência de Fabão que se machocou no decorrer da partida. Resultado dessa deficiência foi que a equipe colorada chegou inteira no final da partida e no segundo tempo dominou o meio campo da equipe verde oliva, alcançando até com certa facilidade o placar favorável de 3 X 1. Aliás, registre-se a excelente performance do atleta Heraldo Tomaz que além de correr muito, fez dois bonitos gols com a perna que não é a boa, visto que acertou o gol com o pé direito.

                  No terceiro jogo a equipe Navirainse, desta vez, soube anular as melhores jogadas do Operário. O operarinho não conseguiu reviver a excelente atuação da sábado passado e por isso perdia no meio de campo, já que a equipe do Naviraiense é bem dotada de jogadores habilidosos na meia cancha. Diante da derrota por 1 X 0 a equipe operariana, apesar do grande feito de sábado passado (ao vencer a equipe comercialina), ficou numa situação até certo ponto incômoda, por ter apenas 4 pontos e ainda terá sua folga. Daí em diante só contará com dois jogos para buscar a classificação. Entretanto, ainda é muito cedo para arriscar palpites, pois acredito que o operarinho ainda vai dar a volta por cima. So espero que não seja ganhando do Ivinhema.

                   Enfim, foi mais uma tarde digna de elogios por parte dos atletas, uma vez que não teve qualquer ato antiesportivo que pudesse macular a boa performance dos atletas que disputaram as três partidas da tarde.

                    Aproveito o ensejo para convidar a "Bancada da Bola" (que participa dos jogos de quinta-feira), para a comemoração do aniversário do atleta e membro da Diretoria Sindical de Campo Grande, o nosso amigo Osvaldo Lemos Cardoso que, segundo a Adriana (sua esposa), irá disponibilizar 3 cxs de Skol, conquanto, os demais devem trazer um quilo para o churrasco.

             

              



Imagens

Até agora os resultados têm sido muito justos. A zebra ainda não chegou em nossa Arena Esportiva

Comentários (1)

Enviado por: Hélio, em: 22/10/2011 22:12
Aproveito para mais uma prestação de contas, quanto à rifa filantrópica. Neste sábado a equipe do Ponta Porã contribuiu com R$ 120,00 (cento e vinte reais). A equipe do Cene com R$ 70,00 (sententa) reais. A equipe do Comercial e do Ivinhema, ainda contribuíram com mais R$ 10,00 (dez reais) cada uma. Assim, a arrecadação da tarde foi de R$ 210,00 (duzentos e dez reais). Desse total R$ 70,00 (setenta reais) foi usado para complementar a rifa. Os outros R$ 140,00 (cento e quarenta reais) foram doados para a compra de cerveja para o churrasco com o mesmo fimo que será realizado amanhão 23.11.2011, com o mesmo fim, ou seja, ajudar os filhos do Valdecir e da Cacilda.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)