Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.400.956 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2021
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Naviraiense é o campeão.


Publicada em: 04/12/2011 07:50
por: Hélio da Rosa Machado

A tarde noite de ontem, foi magnífica em termos de participação e vibração em torno da grande final entre as equipes do Naviraiense e do Ivinhema, visto que a galera presente se misturava em opiniões e em torcida.

O primeiro jogo disputado entre o Comercial e o Aquidauanense em busca do troféu de 3º lugar, não foi dos mais disputados em virtude da equipe pantaneira não conseguir reunir um elenco completo.  Entretanto, enquanto a equipe tinha fôlego conseguiu resistir e dificultou as jogadas para a equipe colorada. Assim, através de vitória com o placar elástico (5 X 1) o comercial conquistou o mérito do 3º lugar.

O segundo jogo foi o mais marcante da competição. Tanto a equipe do Naviraiense como do Ivinhema demonstraram o porquê de estarem na final, em face do esquema tático assimilado pelos seus jogadores, já que o primeiro tempo foi muito disputado no meio de campo. Não obstante, através de uma jogada excepcional do ataque ivinhemense, a bola começou sua caminhada pelo lado esquerdo do lado defensivo da equipe laranja, através do jogador Calvino Júnior, que aproveitou o deslocamento de Sirfarnei que, de imediato a alçou rasteira para a pequena área e o Edgar Ramires a empurrou de esquerda para dentro do gol.

Com o resultado parcial em seu favor o Ivinhema continuou atacando, mas acabava encontrando dificuldades para concluir as jogadas, pois, tanto o Marcinho como o Sifarnei estavam bem marcados. Entretanto, numa jogada de linha de fundo o meia Sirfarnei, vendo o jogador Marcinho sem marcação cruzou a bola e o centro avante do Ivinhema marcava o segundo gol da equipe azul escura.

O jogo ficou assim até quando faltavam 10 minutos e talvez ninguém presente pudesse imaginar o que iria acontecer pela frente. Ocorre que o Ivinhema fez uma falta frontal fora da grande área. Foi através de uma cobrança rasteira, por baixo da barreira, a lá Ronaldinho Gaúcho, com o goleiro encoberto que o Dênis concluiu para o gol e encostou-se ao placar. Daí para frente o Ivinhema ficou meu atordoado e 5 minutos depois, através de uma cobrança (meio espírita) no jogador Reneu (muitos dizendo que a bola foi cruzada para a pequena área), a gorduchinha bateu no lado interno da trave e foi parar no fundo das redes.

Daí em diante, já é possível imaginar, caro internauta, que o Ivinhema havia sofrido um baque psicológico e foi difícil reerguer a moral dos jogadores. Começou a prorrogação de 10’ X 10’ e, bem no início o centro avante Marcinho recebeu um cartão azul e foi excluído da partida. Esse lance foi decisivo para que o Ivinhema ficasse sem referência de ataque. Nisso, o Naviraiense tinha crescido em todos os aspectos, ou seja, em termos de motivação e integração do seu plantel, já que havia dado uma virada no ânimo da moçada. Foi, assim, que, o Aldo Eurípedes, depois de uma jogada atabalhoada no setor defensivo do Ivinhema a bola sobrou quicando na frente do artilheiro da noite, que num toque bem sutil selou a vida do Naviraiense e do campeonato, dando o título para a equipe laranja.

Enfim, o jogo teve ingredientes para testar os corações veteranos de ambos os times, de um lado o Ivinhema com a decepção do avanço psicológico do Naviraiense e de outro, a alegria e a motivação do elenco laranja que lutou e alcançou o título como o mérito de todos os seus jogadores.

Assim, de parabéns a briosa equipe comandada pelo amigo Lalá. Ele finalmente alcançou a menta que tanto buscava que era ser campeão como representante.

Destaque-se para a presença maciça da galera que lotou as arquibancadas da nossa Arena Esportiva. De parabéns a organização e os patrocinadores, especialmente o Marcinho que nos brindou com uma equipe de pagodeiros após o jogo. Nesse item, destaque para o mestre Guima que incursionou pelo seu repertório da MPB, causando grande impacto nos festeiros da noite, já que demonstrou grande competência dentro de campo como fora dele. O grupo de pagode presente, comandado pelo Juarez (velho conhecido do Sindijus), também esteve impecável e mereceu nossos aplausos.

Concluímos a noite degustando um excelente churrasco, boa música, muita 'cornetagem' e uma interminável ‘bebemoração’, visto que quando arredei o pé do Sindijus, lá pela uma hora da manhã, ainda havia muito gente querendo dar fim no estoque de cerveja patrocinada pelo amigo Marcinho.

Amplo acervo fotográfico desta final estará à disposição do internauta, a partir de segunda-feira. Aguardem. Olhem na seção fotos e vídeos.



Imagens

A grande campeã do vetera, edição 2011.

Daniel, atleta revelação

Tucho, atleta revelação.

Heraldo, atleta revelação.

Piu-Piu, gandula revelação.

Sirfarnei, com o troféu de artilheiro da competição.

Jô, goleiro menos vazado da competição.

Alcírio, recebendo troféu de 3º lugar.

Este cronista, recebendo troféu de 2º lugar.

Laerte (Lalá), recebendo troféu de 1º lugar.

Momento de alegria e 'bebemoração'

Comentários (2)

Enviado por: Alziro, em: 04/12/2011 08:25
Carááááááca. Quem diria!!! Não pude estar presente, mas a organização do certame está de parabéns. Parabéns ao Navi. Enfim o Lalá vai pra parede como representante, após trinta e cinco anos tentando. Éééééé... futebol é emocionante por isso. Parabéns ao Ivi pelo segundão e ao Comercialinho pelo terceirão. Valeu, galera! Até a próxima!

Enviado por: José Robson, em: 05/12/2011 17:18
Até que um dia foi feita justiça: Tucho, atleta revelação!

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)