Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.295.893 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Uma noite de futebol técnico.


Publicada em: 17/02/2012 12:29
por: Hélio da Rosa Machado

                 Não podemos dizer que fomos inteiramente felizes na noite de ontem, porque perdemos o jogo ( 3 X 2). Entretanto, foram as circunstâncias da partida que nos deram certo alento, visto que, no meu modesto entender, foi uma das melhores partidas que fizemos neste ano.

                  A começar pelo adversário que foi um dos melhores, já que no seu elenco figuram atletas que já foram profissionais em história recente. Jogar com um time desse nível e perder não é demérito. O que importa é que ficamos boa parte do tempo com placar favorável, mas, o gramado molhado, com chuva sobre nossas costas, foram fatores determinantes no sentido de inibir nossos avanços e converter em gols as jogadas ofensivas que, por sinal, foram muitas.

                   Nosso time quase não errou os passes. Fomos eficientes na marcação, mas, infelizmente, o melhor nível técnico do adversário fez com que levássemos três gols em jogadas rápidas e bem concatenadas. Aliás, a altitude (nível do adversário) foi decisiva no placar.

                   Foi um jogo parecido com o do Santos, na Libertadores, quando o time praiano perdeu para o The Strongest da Bolívia pelo  placar de 2 X 1. O time da Vila Famosa foi quem mais atacou, mais criou jogadas, entretanto, saiu derrotado porque não converteu em gols as suas melhores jogadas. Além, é claro, da altitude que sempre prejudica os times brasileiros.

                   Perder nunca é satisfatório. Fica aquela sensação de que não cumprimos a contento o nosso mister. Não obstante, foi o adversário que valorizou nossa performance, porque em outros tempos, quando não jogamos bem (fosse prevalecer o desempenho pífio),  certamente que o time visitante sairia com uma vitória elástica, o que não foi o caso.

                   Fora esse gostinho amargo, fomos para o salão central fazer aquilo que mais qualifica o nosso elenco - A HORA DA GUÉLA. Nessa modalidade do 'ergue o copo' nosso time é imbatível.        

                    Em tempo: Na hora da cornetagem o Tulinha, tendo em mãos a contabilidade da festa em sua casa e os contadores da pescaria, Valdir e Flávio, queriam abrir o sigilo fiscal dos inadimplentes com relação a essas duas fontes de arrecadação, mas,  foram contidos diante dos protestos dos devedores que invocaram o art. 5º, II, da Constituição Federal ("Ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei").      

                    Assim, acredito que a pendenga só será solucionada depois de muitas e muitas 'guélas abaixo'. 



Imagens

Vamos ser positivos e ganhar a próxima.

Comentários (1)

Enviado por: Tula, em: 17/02/2012 13:24
A matéria retrata muito bem o que foi a partida. A equipe adversária demonstrou alto nível técnico e entrosamento; porém a equipe do Sindijus não se intimidou e realizou uma boa partida. Acredito que o placar mais justo seria o empate, visto que nossa equipe criou diversas oportunidades de gol, mas a bola não queria entrar, prefiria parar na trave ou na perna do zagueiro, já sobre a linha. Parabéns as duas equipes que fizeram uma partida emocionante, bem disputada, mas com lealdade, e mais, sem o chororô característico de outros adversários.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)