Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.073.431 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Bairrismo gaúcho


Publicada em: 22/02/2013 16:19
por: Hélio da Rosa Machado

Todos sabem que os irmãos gaúchos são atirados e ousados. Por tal razão gozam de prestígio no que diz respeito ao amor ao Rio Grande do Sul. São  genuinamente patriotas na verdadeira concepção da palavra. Assim, pode-se dizer que a maioria do povo gaúcho tem vasta noção de civismo e defendem ‘com unhas e dentes’ o seu Rio Grande do Sul.

Talvez em razão dessa alta autoestima é que o povo gaúcho acaba se envolvendo em exageros. Não é à toa que surgem as anedotas que tentam externar o sentimento sulista através de gozações e de paródias do cotidiano. Assim, não é difícil ouvirmos um gaúcho ‘gargantiando’ (como se diz em Amambai). Ou melhor, muito se houve que o gaúcho espicha o causo. Aumenta o fato no sentido de engrandescer-se com a proeza.

Dizem que se formos levar em consideração uma estória dita por um gaúcho, devemos experimentar nosso conhecimento sobre a pessoa desse gaudério e, assim, de acordo com o histórico desse guasca, acreditar desconfiando daquilo que o sujeito está te contando.

Entretanto, o que mais me chamou atenção ultimamente é o entrevero que se formou com a Copa do Mundo, já que lá no Rio Grande do Sul a Fifa escolheu o Beira Rio (que é estádio do Internacional), para os jogos do mundial. Isso causou delírio no time adversário, já que o Grêmio tendo um estádio que considera melhor não foi o contemplado.

É possível entender o porquê de o Grêmio ter construindo em tempo recorde outra Arena exclusiva, já que o clube já possui um excelente estádio? Pasmem! Pura revanche. Daquelas que nem criança se envolve. O Estádio do Grêmio foi o primeiro a ficar pronto no país e foi exibido assintosamente com um jogo feito com um time alemão. Os alemães foram embora ‘descendo a lenha’ no gramado. Teve jogador que disse que foi o pior estádio que já jogou.

Na mídia de hoje constato que o jogador Zé Roberto é incisivo em sua manifestação ao dizer claramente para a imprensa do Rio Grande do Sul que ele quer jogar, pela libertadores, no estádio Olímpico, ou seja, no velho estádio do Grêmio. Esse jogar acha que o gramado é péssimo.

Assim, o Grêmio, numa demonstração extravagante tenta mostrar ao mundo que possui mais competência que o Internacional para gerir seus próprios negócios já que o Beira Rio ainda sofre as reformas exigidas pela FIFIA e a Arena do Grêmio já está pronta um ano antes da Copa. Seus dirigentes, ao que se presume dos fatos querem mostrar à FIFA que eles, gremistas, seriam os melhores escolhidos. Isso soa o absurdo, pois agora o Grêmio tem dois estádios e no Brasil existem times grandes que nem sequer conseguiram construir o seu estádio.

Dia desses estive conversando com um gaúcho que acompanha de perto o futebol do Rio Grande do Sul. Ele confirmou essa estória grotesca. Aliás, enfatizou que o Grêmio está se enchendo de dívidas para cumprir tal desiderato.

Diante disso só posso repetir aquele velho chavão: “Cada louco com sua mania!”. Mas, convenhamos, é paradoxal ver um time construindo um estádio apenas como sombra de outra agremiação, sem saber ao certo o que fará com dois estádios para abrigar apenas um time de futebol.  Nessa os gaúchos exageram mais uma vez.



Imagens

O novo estádio Arena do Grêmio

O velho límpico, que tem um dos melhores gramados do Brasil.

Comentários (1)

Enviado por: Fabricio, em: 25/02/2013 14:08
Tá sapecando meu time ae né Machado... vai ver, o gramado está se ajeitando... daqui uns dias vai ser o melhor do brasil... comparado só aos europeus.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)