Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.109.869 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Deu Brasil na final


Publicada em: 23/06/2013 10:20
por: Hélio da Rosa Machado

A tarde de ontem estava bonita e foi um dia de festa para todos aqueles que estiveram presentes na Arena do Sindijus. Foi uma final digna da expectativa em torno do certame deste ano. A nova Diretoria do Sindijus está de parabéns pela excelente festa e pelo empenho em investir naquilo que mais gostamos que é o futebol, especialmente no certame de veteranos, afinal, a idade está chegando e a cada ano que passa nossas as pernas já não obedecem como antes.

A tarde esportiva começou como uma preliminar de muita movimentação. Aliás, elogios às duas equipes que estiveram em campo. Tanto a Alemanha quanto a Holanda honraram seu compromisso de cumprir o itinerário de jogos. As duas equipes estavam completas e foi um jogo disputado do começo ao fim. No final, a Holanda sai de campo vencedora com o placar de 1 X 0. Esse placar tão apertado significa que ambas as equipes ‘brigaram’ muito pelo troféu de 3º lugar.

No jogo principal a dinâmica de preleção e movimentação que antecedia o jogo causava frisson na galera presente, afinal quem seria a grande vencedora do certame 2013? Por um lado o Brasil tinha sido a melhor equipe na fase classificatória, mas, por outro, a Inglaterra vinha numa ascendente desde o dia em que se classificou para a semifinal. Desbancou a Holanda que era a favorita e mostrava que ia para cima da equipe Canarinho. Foi o que aconteceu, ou seja, os atacantes Fabão e Douglas estavam a fim de jogo. Investiam à todo momento para cima da defesa adversária, mas prevaleceu a categoria e o empenho da defesa mais qualificada do campeonato. Os atacantes ingleses não conseguiram causar nenhum perigo.

O primeiro tempo terminou sem a abertura do placar. As equipes se estudavam e seus treinadores articulavam o melhor momento para colocar os atletas que estavam no banco. Essa alternativa deixou, neste certame, muito treinador com o ‘coração na mão’. A equipe do Brasil que tinha mais jogadores na reserva foi, aos poucos, utilizando as alternativas de troca. O fato é que chegou no final inteira em termos físicos, enquanto a Inglaterra ressentiu-se da correria de seu atacante Douglas, que foi severamente marcado pelo veloz e insistente Enedino. Acho que o Douglas ficou tão extenuado que ao bater um pênalti acabou desperdiçando e jogando fora a oportunidade de seu time sair na frente. Depois que a Inglaterra foi cansando chegou a hora de sair o primeiro gol. Aliás, o primeiro gol foi daqueles em que a arquibancada entra em rebuliço diante do inusitado. Sucede que ninguém ia imaginar que uma bola alçada, sem muita pretensão para dentro da área, fosse parar nos fundos das redes. Foi um gol daqueles que, pela sorte, antecipa a ideia de quem será campeão. A partir desse gol a Inglaterra não tinha mais forças. Logo depois saiu o segundo gol que selaria a vitória e o título de Vetera/2013.

O Valdir Casagrande mostrou que é “pé quente” quando lidera a equipe Canarinho. É a segunda vez que sai campeão com as cores da seleção brasileira. Parabéns amigo Valdir pelo seu sucesso.

Acabou o jogo, era hora da entrada dos troféus e de medalhas individuais: Artilheiro: Valdir Casagrande. Melhor goleiro: Jô. Atleta revelação: Antenor.

Quanto aos troféus agradeço à Diretoria da Delegacia Sindical de Campo Grande, uma vez que fui homenageado com o troféu principal. Trata-se de uma novidade. O troféu de melhor expressão só será entregue definitivamente depois que algum representante o merecer através de conquistas seguidas. No mais, foram entregues medalhas e troféus para os atletas que fizeram parte dos elencos vencedores.

Era hora da confraternização. Como tempo estava meio incerto e um pouco frio a comemoração foi deslocada para o salão principal.

No palco, abrilhantando o lado musical tivemos a honra de receber a dupla regional de sucesso neste Estado: Tangará e Zé Viola. São músicos de renome que já produziram dois CDs e tiveram participação em vinhetas da TV Morena com as músicas: Ainda resta uma esperança e Queimada, ambas de autoria do poeta sul-mato-grossense Manoel Lacerda que hoje vive em Cuiabá.

Auxiliando esses cantores profissionais lá estavam, também, o Mauro Gaiteiro (amigo de muitos verões) e o cantador da casa, o amigo Fabrício Fernandes, a quem chamamos de Fabricê (na roda de cornetagem). Eu fui ajudando no que podia na parte de percussão.

Houve participação especial de Leozinho. Ele é filho do Tangará. Um menino de talento puro. Eu disse para o Leo (Tangará) que o seu aluno tinha ido muito além do que o pai conseguiu lhe ensinar. O menino toca uma viola como  ninguém além de ter um excelente vocal.

Foi uma festança de deixar saudades. As ‘loiras geladas’ desfilavam de mesa em mesa e a galera presente até ensaiou alguns passos de dança pelo salão, afinal é difícil resistir a um repertório tão empolgante quanto ao que foi apresentado pela dupla principal da noite. Tangará e Zé Viola são velhos amigos e sempre que nós solicitamos a presença deles não cansam de atender ao nosso pedido. Obrigado mais uma vez a esses ícones de nossa música regional.

Enfim, hoje a ressaca deixa-nos um pouco “amuado” (como se diz em Amambai), mas nada que impeça de que o domingo se prolongue na festança, já que temos o aniversário do amigo Edson Ferreira para prestigiar. Acho que a galera da “Bancada da Bola” vai (em peso) visitar o amigo aniversariante.

Segue algumas fotos. O acervo mais completo será postado oportunamente na seção especial de fotos e vídeos.

 



Imagens

Brasil foi um time brioso do começo ao fim.

Capitão Celso Acunã recebendo troféu (3º lugar).

Galera prestigiou o certame do começo ao fim.

Bandinha veio prestigiar a final.

Atletas do Brasil comemorando o título

Capitão Fabrício (Alemanha) recebendo medalha.

O atleta Antenor recebendo medalha.

O goleiro Agostinho recebendo medalha.

Tive a honra de receber o troféu de artilheiro em nome do amigo Valdir (ausentou-se mais cedo em face de problema de saúde com seu pai)

Jô recebendo troféu de melhor goleiro.

Capitão Fábio recebendo troféu (2º lugar)

Capitão Marcinho recebendo troféu (1º lugar - definitivo e transitório)

Dupla Tangará e Zé Viola - Os artistas da noite.

Dupla acompanhada do Gaiteiro Mauro.

Entregando o troféu para o Valdir lá no aniversário do Edson Ferreira.

Comentários (2)

Enviado por: Hélio , em: 24/06/2013 09:47
Acrescento que o Fabrício recebeu medalha em nome do atleta Pinheiro de sua equipe que estava ausente no momento da premiação.

Enviado por: José Francisco Pereira da Silva (Zé Viola), em: 24/06/2013 20:48
Parabéns aos Atletas Campeoes e parabéns ao Hélio que sempre com atençao especial programa nossos encontros musicais. Qdo. somos convidados ficamos sempre felizes.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)