Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.106.646 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Aniversário do ROMAR DORNA.


Publicada em: 23/12/2013 16:56
por: Hélio da Rosa Machado

Engraçado né o nome desse nosso amigo. Bem que poderia ser NEYMAR DORNA. Brincadeira. Já está de bom tamanho o nome que ele tem. Talvez se fosse Neymar ele não teria tanta competência para lançar seu molinete....kkkkkk.

Já virou tradição. Antes do Natal e ano novo temos um compromisso de agenda com o nosso amigo (pescador) Romar Dorna.  Sucede que se trata de um homem de sorte, pois seu aniversário é bem próximo do Natal e com isso emendamos as festas.

Pois é. O domingo que passou foi cheio de emoção. Lá pelas 11hs30’ Eu, a Marisa, o Vivaldo e o Mauro estacionamos em frente à casa do aniversariante. Ele, como não era pra menos já estava ansioso e na expectativa de nossa chegada, eis que meu telefone tocou no que cheguei na frente ao seu portão. Era ele. Cobrava nossa presença, afinal os convidados já estavam preparados para ter música ao vivo. Respondi a ele que dali uma duas horas a gente chegaria na sua casa, já que o mais difícil era abri seu portão. Ele não entendeu direito, já que tinha bebido umas. Então eu disse que era só sair lá na frente para ajudar a carregar a aparelhagem.

Ele nos recebeu com aquele sorriso no rosto. Aliás, como é peculiar.

Quando entramos percebemos que a sua casa já abrigava muitos convidados. Para animar os parceiros de som tivemos que beber umas itaipavas de chegada. Isso reanimou as turbinas. Era só ajustar o som e se preparar para executar uma seleção de chamamés sentidos. Foi o que ocorreu.

Em determinado período vespertino São Pedro resolveu abrir as torneiras. Foi água que não acabava mais. A casa do anfitrião é rodeada de varanda, mas a chuva com ventos empurrava os caboclos para dentro da residência. Até os instrumentos ficaram ameaçados pelo temporal. Tivemos que ira tampando os locais abertos ao tempo. Primeiro uma lona improvisada que foi estendida várias vezes pelas mãos dos ébrios companheiros, mas a danada insistia em escorregar das mãos deixando os ‘peões’ encharcados pela onda de água que caia dos bolsões contidos na lona.

Foi uma farra só. Misturou-se a incontida alegria etílica com a eficiência dos pingos encomendados por São Pedro. O Mauro meio acuado num canto e meio avesso à água só conseguia dizer que: - Assim, com esse improviso é que fica bom!

Só sei que os convidados não arredaram o pé. Quando os pingos deram uma trégua a música recomeçou. Aí até o bailão veio à tona. O aniversariante de pés descalços dançava com a esposa em meio a possa d´água. Não era bem um bailado, mas um trotear daqueles que se apresentam em festas juninas quando caboclo, meio Mazaropiado, vai rebolando e troteando, como se fosse um sujeito caipira bem arrojado. Daqueles que sai dançando dois por dois, três por três, quatro por quatro, arrastando o par rumo à sua euforia.

Já bem à tardezinha lá chegaram mais dois músicos: Cabral e Toni, que deram novo embalo ao som sertanejo. O conjunto, que era um trio, passou a ser um quinteto. Entretanto, não havia entrada para mais um violão. Assim, o Cabral teve que se contentar e ficar apenas com o microfone, mas cantou que nem um canarinho.

No final, proferi algumas palavras em homenagem ao aniversariante. Enfatizando a tradição desse encontro, quando temos a oportunidade de estar junto com sua família e todos os seus amigos (que são muitos). Trata-se de uma família abençoada. Filhas muita educadas. Uma esposa atenciosa. E agora os genros, ou genro - não estou bem informado. Sei que um deles foi gentil e nos ajudou, e muito, no transporte da aparelhagem. Um festão que vai ser difícil de esquecer.

Parabéns, mais uma vez amigo Romar Dorna.

Para nós foi uma imensa alegria partilhar dessas horas agradáveis.

Conte sempre conosco.

Segue algumas fotos. O conteúdo mais amplo será divulgado, oportunamente, na seção FOTOS e VÍDEOS.

 



Imagens

Posando com o aniversariante.

Fabão posando com o aniversariante.

André foi um churrasqueiro de primeira.

Galera presente.

Posando para o Mão na Taça.

O trio que comandou o bailão.

Detalhe: Nem a chuva diminuiu o ânimo dos tocadores.

Emerson dando uma força na percussão.

A varanda da frente abrigou a ala feminina da festa.

A fome era tanta!

Agradecimentos ao Edson. Ele foi nosso fotógrafo. Nesse momento ele tirou uma folga.

Bailão correu solto.

O esforço para estender a lona.

O fotógrafo que é bom também prestigia quem trabalha.

Comentários (1)

Enviado por: k10, em: 26/12/2013 10:18
Parabéns ROMAR DORNA PANCHO VILLA, muitas felicidaees e um ANO NOVO cheio de relaizações.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)