Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.157.276 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Desastre total!


Publicada em: 21/02/2014 13:11
por: Hélio da Rosa Machado

As pessoas mais antigas costumavam dizer que: - O tiro saiu pela culatra! Ou: - Não cutuque a onça com vara curta!

Pois é. Como disse ontem para os ‘perninhas brancas’ depois do jogo entre “Bancada” e Grupo da Informática - Eu aproveitei para falar tudo o que queria antes do jogo. Agora, fica por conta de vocês. Aliás, os comentários feitos até agora têm demonstrado a contrapartida dos cibernéticos...kkkkk

Entretanto, não posso ficar calado. Aliás, é obrigação do cronista relatar as coisas que lhes são atribuídas por força do faro jornalístico. Ontem, eu preferia não ter ido à Arena do Sindijus, porque a ‘Bancada’ (como diz o Fabrício): - Levou um sapeco do Grupo “Dedo nos Teclados”.

Bem que eu desconfiei quando o Fabrício me pediu emprestado a camiseta do Mão na Taça. Ele queria encher de ‘jogueira’ a equipe cibernética. Com uma camiseta daquela como vestimenta não tinha jeito de o time sair com qualquer tipo de insucesso de dentro do campo. Não deu outra. A equipe azul celeste foi devastadora e não deu chance para os velhinhos da “Bancada”.

O jogo começou com jeito de final de campeonato. Para o desespero da defesa sindijusense uma bola chutada sem muita convicção por um atacante cibernético acabou por ricochetear nas pernas de um zagueiro e foi parar mansinha dentro de nossas redes. Aí começava a desabar nossas pretensões. Nem mesmo o mais otimista profissional de imprensa poderia diagnosticar tal desenlace, ou seja; a ‘Bancada” levando gol em seus próprios domínios em face dos ‘perninhas brancas’ da informática!

Mas, era só o começo. Pensava cá comigo. Logo, logo, nós vamos pra cima e viramos esse placar. Ledo engano, passados uns 10 minutos levamos outro gol. E pior. O gol foi marcado por um zagueiro que, aliás, protagonizou uma jogada hilária contra a nossa garantia defensiva, já que deixou um defensor estatelado no chão e concluiu de perna esquerda. Gol do Giuliano Monção.

Cruz credo! Aí a ‘vaca foi pro brejo’. E ainda como se diz na minha queria Amambai: - Azedou a boca da égua!

Não tinha mais jeito, pois ninguém de nosso time acertava o passe (que não é uma coisa tão estranha em nosso elenco). Fora alguns lances em que chegamos com perigo para o gol adversário (mas desperdiçamos os ataques), o jogo foi quase todo em favor dos “Ciberbéticos”.

Veio o segundo tempo aí a gente achou que as coisas iam mudar. Sabe como é. Os mais veteranos vão para o banco e entram os novatos, ou novinhos... Que nada. Não era noite para a galera da “Bancada”. Tudo continuou como era antes. Foi só entrar em campo e o nosso goleiro voltou a pegar a gorduchinha que tinha ido parar dentro de nosso gol

E para azarar ainda mais, houve um incidente com o Bar da Colônia Paraguaia e tivemos de observar o segundo tempo bebendo cerveja quente. Ali, naquela arquibancada silenciosa e sem nenhuma ‘cornetagem’ acompanhamos nosso time ser dominado e quando chegávamos no ataque adversário a bola insistia em bater em alguém e desviar para escanteio. As cobranças não davam em nada e os “Cibernáticos’ saiam em disparada no contra ataque e aos poucos foram definindo o placar que acabou em 5 X 2.

Chegou a hora da ‘bebemoração’. Enquanto a “Bancada” se instalava dentro do quioscão a galera cibernética se juntou em apartado, formando outro grande grupo e só se ouvia eles pronunciarem palavras de ordem: -

“Bancada” levou um vareio.

Seja nas cobranças de faltas ou nos escanteios.

Fomos dilatando o placar.

Sem dó nem vela.

Viemos para ensinar a jogar.

Pois hoje quem manda...

É a nossa galera!

Depois desse coro fui me esconder com a turma da ‘moagem’ musical e ali permaneci em meio aos acordes, pois não me interessava esse recorde, já que os Cibernéticos cantavam estribilhos, enquanto nós da “Bancada” saímos do tom, perdemos o jogo e ficamos sem eira nem beira em plena quinta-feira.

Agradecimentos ao Mauro Gaiteiro e ao Vivaldo Chamamezeiro que nos deram a honra de sua presença no sentido dar apoio à turma de músicos da “Bancada”.

As fotos serão postadas em tempo oportuno. Não deu tempo de baixa-las em meu computador. Preciso me recuperar um pouco...kkkkkk 



Imagens

O tiro saiu pela culatra...kkkkkkk

Grupo da Informática.

Grupo da "Bancada da Bola"

"Bancada" curtindo uma geladinha.

Cibernéticos animados com a vitória.

Mauro gaiteiro prestigiando o evento.

Vivaldo chamamezeiro prestigiando o evento.

Dupla preparando o aperitivo (bifélis)

"Bancada" ficou ali; meio escondidinha...

Comentários (4)

Enviado por: Tula, em: 21/02/2014 13:27
Quero agradecer ao nosso presidente Osvaldo que nos brindou com um bifélis feito na chapa para acompanhar a bebemoração do pós jogo.

Enviado por: Giuliano Monção, em: 21/02/2014 15:34
Hélio só uma correção no meu nome... obrigado pela jogada hilária, rsrsrs... Meus agradecimentos à todos os participantes que estiveram nesta confraternização!

Enviado por: Hélio, em: 21/02/2014 16:13
Feito o conserto viu Giuliano. A jogada foi hilária não no sentido de quem fez o gol, mas no sentido de quem foi driblado. O zagueirão ficou esticado no chão. O gol foi bonito e não teve nada de hilário.

Enviado por: k10, em: 22/02/2014 11:49
NOSSO TIME TÁ SEM VERGONHA MESMO, PERDER PARA ESTES PERNAS BRANCAS, TÁ DIFÍCIL ENGOLEIR.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)