Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.157.712 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

"A 'BANCADA' e o elenco.


Publicada em: 28/02/2014 13:07
por: Hélio da Rosa Machado

Eu sou parte de uma equipe. Então, quando venço, não sou eu apenas quem vence. De certa forma, termino o trabalho de um grupo enorme de pessoas!” (Airton Senna da Silva).

 

O grande Airton Senna quis dizer com essa frase que ele era quem dirigia o carro de Fórmula 1, entretanto, a sua dirigibilidade e a sua confiança de campeão se devia às pessoas que o redoavam no dia a dia para que a equipe fosse vencedora.

Creio que tal observação á aplicável em todos os setores onde as atividades são desenvolvidas por um grupo de pessoas.

Aqui na ‘Bancada’ não é diferente. Mesmo não estando numa atividade laborativa, agimos com o mesmo intuito de formar uma equipe vencedora e se isso não for possível em algumas ocasiões, devemos creditar as derrotas ao percurso, visto que não é sempre que somos os melhores. Volta e meia vai aparecer alguém que irá demonstrar maior qualidade e por consequência terá um resultado final bem melhor que o nosso.

Entretanto, evidente que as derrotas não denigrem e nem abalam o grupo. Ao contrário, devem servir de motivação para que os erros sejam corrigidos no próximo encontro.

Ontem, por exemplo, perdemos um jogo para uma equipe de idade compatível com a nossa, mas, não fomos suficientemente competentes para realizamos uma partida que pudesse superar o adversário que, tendo melhor qualidade, levou a melhor sobre o nosso elenco.

Mas não é sobre resultados que desejo me referir neste momento. Minha atenção está voltada para o contingente de pessoas que têm feito parte desse grupo. Ontem nosso time reuniu jogadores que juntos poderiam formar três equipes.

Todos nós sentimos a grande preocupação do Paulo Cesar antes do jogo começar, pois ele estava como uma responsabilidade difícil de ser equacionada a partir do momento que se constatou de que tínhamos gente na Arena Sindijus capaz de formar um elenco e não um time.

A Diretoria utilizando de critério democrático reuniu todo mundo e tentou discutir a questão. Surgiram as ideias, mas não me pareceu que alguma dela tenha sido suficiente para resolver a questão. Aí veio a experiência desse desportista nato que costumamos chamar de PC. Por acaso alguém saiu descontente ontem depois que terminou a partida? Acho que ninguém. Pelo menos não se via na expressão dos atletas algum indício de desaprovação. Ao contrário, todos saíram contentes e foram para a ‘bebemoração’ sem qualquer tipo de contrariedade.

Aí vem a pergunta para quem não esteve presente: - Mas como foi possível conciliar um time de futebol, onde apenas 11 podem entrar em campo com um contingente de trinta atletas? Aí que veio a sabedoria do amigo PC e a capacidade de os atletas compreenderem e apostar no que o treinador tinha em mente. O PC não tinha nenhuma calculadora em mãos, mas conseguiu colocar em campo todos os atletas e nenhum deles jogou menos que o outro. E aí que a gente enxerga a liderança de uma pessoa.

Isso reforça a ideia de que nós temos um elenco aqui na “Bancada”. Interessante que a um bom tempo a gente não vê ‘cara feia’ em face da escalação. Todos sabem que vão ser prestigiado em algum momento da partida.

Assim, não creio que o ‘inchaço’ da equipe na noite de ontem tenha sido um problema que deva ser resolvido de imediato. Acredito que o tempo se encarregará de corrigir algo que eventualmente implique necessidade de correção.

Por enquanto, acho que temos de continuar com o elenco. Não creio que os resultados em si sejam empecilhos para frear o ímpeto de participação de todos. Ontem o adversário era muito bom e por isso não fomos capazes de alcançar um resultado positivo. Mas, quem sabe no próximo encontro não tenhamos o retorno de uma grande exibição. Este ano nosso time mais ganhou e empatou do que perdeu. Assim, acho desnecessário ‘enxugamento’. Oxalá no próximo jogo tenhamos outra vez um bom contingente para que o adversário olhe para o nosso conglomerado de jogadores e se sinta ameaçado pela nossa união.

 



Imagens

Essa "Bancada" sempre foi grande.

Comentários (2)

Enviado por: José Ferreira (NETO), em: 01/03/2014 13:12
EU ACHO QUE O pc TEM QUE EXECUTAR ALGUMAS DISPENSAS E TAMBEM A APOSENTADORIA DE ALGUNS, SENÃO É SOÓ LLOOMBA.

Enviado por: Tira o Neto, em: 02/03/2014 07:37
tira o neto

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)