Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.074.437 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

PESCARIA.


Publicada em: 04/04/2014 17:33
por: Hélio da Rosa Machado

Nós que vivemos de nosso trabalho e por vezes enfrentamos dias tumultuados que nos arremessam para encruzilhadas é bom arrumarmos um tempinho para visitar a natureza. Ouvir passarinhos e apreciar a fauna e a flora se constitui em um divertimento certo com certeza. A pescaria está intimamente ligada ao um sentimento de alegria. Só a possibilidade de programar-se e planejar uma visita ao rio já causa certo frisson.

Arrumar as ‘traias’ e levar um bom equipamento é sempre o ideal. Mas, também há aqueles que não se interessam tanto pelos meios de se buscar uma boa fisgada. Para esses basta a sua presença e a disposição para encher os isopores de uma boa gelada. O cansaço em face do sobe e desce dos barrancos, não tem a mesma nuance de um trabalho, trata-se apenas de uma etapa a mais na diversão de pescar.

Não creio que a ida ao rio e a falta de peixe possa causar desânimo, até porque tal expectativa é diretamente ligada à adrenalina de se buscar uma boa fisgada. Se ela vem é como se fosse um gol. Na falta dela sai-se do local de pesca com a sensação de ter feito uma boa partida. Ou seja, o ensejo de estar no rio e passar por todas as etapas de busca por um peixe também encerra uma sensação de ter atingido ao menos em parte a satisfação de ter podido participar fazendo os nossos arremessos.

É bem verdade que quando o peixe vem a pescaria se torna mais interessante. Uma partida sem gol é só um jogo. Um jogo com gol é a possibilidade de se degustar a maior sensação de se jogar. O peixe é nosso troféu lá no rio. Ele serve como símbolo de nossa competência. É com ele que exibimos nossos dotes de bons arremessadores em busca de uma boa fisgada. Nesse momento o peixe é sinônimo de conquista. É amostra de nossa ousadia enquanto pescador.

Por essas e outras é que estamos sempre nos organizando para uma boa pescaria. Só o fato de planejar e discutir a logística já estamos realizando etapas desse lazer. Aliás, é uma diversão que toma conta de  boa parte de adeptos que na maioria são do sexo masculino. É importante escolher um bom local. Especialmente lugares onde os rios são menos frequentados. Mas, sem abrir mão de boas acomodações para que na hora do descanso tenhamos à disposição um bom leito e na hora das refeições uma boa comida. E, claro, na hora da sede uma boa cerveja.

Enfim, como hoje amanheci pensando em pescaria resolvi filosofar e escrever esta crônica para que você amigo internauta também possa se deliciar com essa sensação que,  hodiernamente, tem encantado um pouco mais os homens que vivem nas grandes cidades.  



Imagens

O Dourado sempre será o peixe de maior adrenalina na hora da fisgada.

Comentários (0)

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)