Campeonato SINDIJUS Veterano 2018

Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.106.326 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
 Início
 Notícias
 Classificação
 Goleiro menos vazado
 Tabela
 Artilharia
 Jogadores "Pendurados"
 Fotos e Vídeos
 Comentários
 Regulamento (PDF)

Equipes
França
Inglaterra
Portugal
Alemanha
Brasil
Rússia
Argentina

ALEMANHA GOLEIA NA SEMIFINAL


Publicada em: 10/06/2018 14:36
por: Hélio da Rosa Machado

Das quatro equipes credenciadas para figurar e disputar esta fase derradeira do Vetera/2018, somente a seleção Alemã ganhou com folga e, de quebra, deixou boa impressão nas arquibancadas. Apesar de todo o equilíbrio da competição deste ano, apenas ela (Alemanha) aparece como destaque nesta penúltima etapa do certame.

Na primeira partida da semifinal do Vetera/2018 só a Alemanha demonstrou um futebol altamente ofensivo para sair de nossa Arena Sindijus com boa impressão (de favoritismo) na disputa do título deste ano. Em ambos os tempos da partida só se via a Alemanha trabalhar a bola no seu meio de campo e de forma organizada se ‘atirava’ ao ataque. A evolução tática desenvolvida pela equipe inglesa não chegava a causar impacto no sistema defensivo da equipe verde oliva. Seu representante ‘Tulinha’ acreditava que seu reforço ‘leguminoso’ vindo dos pés de um ‘Batata’ iria render dividendos. Ledo engano! Aliás, a história recente da Arena Sindijus tem mostrado que os ‘Batatas’ ou ‘Batatinhas’ não causam frisson, mas, talvez certa decepção. A Alemanha não queria nem saber desses ensaios de reforço auferido pela equipe Adversária. Seus atacantes estavam ‘possuídos’ por entidade munida de sede de gols. Dessa feita, Jairo (artilheiro da competição) dividiu os prazeres da comemoração com seu parceiro de ataque Mário Márcio. Ambos assinalaram dois gols para a equipe Alemã. Aliás, o esquema defensivo da Inglaterra demonstrou certo nervosismo nas investidas do ataque Alemão. Sua defesa atabalhoada rebatia com imprecisão as bolas alçadas ou que se entranhavam em sua pequena área e a bola sempre sobrava como um brinde nos pés de Mário Márcio que só teve o trabalho de rolar a ‘gorduchinha’ pro fundo das redes. Já o artilheiro Jairo teve um pouco mais de trabalho para executar sua tarefa. Mas, como sempre, foi preciso nos arremates e selou a goleada em favor de seu time, por 4 x 1.

Na segunda partida da semifinal do Vetera/2018 nossas arquibancadas viram um jogo bem mais disputado e cheio de alternativas, visto que o placar ia se modificando com igualdade de condições entre os selecionados em disputa. Em certo momento da partida os expectadores viam uma Argentina aguerrida e cheia de motivação para alcançar a vitória visto que esse era o único resultado que lhe interessava, já que a equipe da França jogava pelo empate. Aliás, foi a Argentina quem esteve sempre na frente do placar. Seu primeiro gol foi assinalado por Izais, jogador de boa qualidade técnica e que tem boa potência no chute. Foi num chute forte que esse meia-armador inaugurou o placar. Entretanto, do outro lado estava outro atacante com ‘cheiro de gol’ e que este ano tem sido um dos goleadores a desenhar quadro propício para alcançar a artilharia, que é o genuíno centroavante Marcelo Teixeira. Numa jogada de oportunismo  vencendo o defensor Gersão, Marcelo desferiu ‘tiro certeiro’ contra a meta do goleiro Giuliano. A partida transcorreu com esse placar até que o atleta Átila utilizando da sua boa estatura acertou bom cabeceio na meta do goleiro Jô. A partida ficou assim até todos arriscarem aposta de que a Argentina iria vencer o jogo e se credenciar para a disputa do título. Só que ninguém contava com certa ‘trapalhada’ do setor defensivo argentino no ‘apagar das luzes’ desse jogo. Giuliano se viu apressado com uma bola que sobrou para sua intervenção Giuliano se viu pressionado pela evolução ofensiva da França nos últimos minutos da partida e bobeou na decisão de reter a bola ou dar-lhe um chute sem rumo, quando um dos atacantes francês tentou um drible e foi atingido de pronto pelo goleiro da França. Era o gol que faltava para que a França selasse a sua passagem para a final. Dito e feito, Marcelo Teixeira foi convidado para bater o pênalti e não deu outra: converteu dando o passaporte e o direito ao seu selecionado de estar na grande final de sábado que vem.

Bem. Foram essas as nuances que tive o prazer de presenciar ontem lá na Arena Sindijus. Duas partidas bem diferentes, mas ambas cheias de emoção, afinal, dignas da competição deste ano tão envolvente e cheia de alternativas nas disputas.

Creio que a Alemanha, na sua crescente evolução pode ser considerada com pequeno favoritismo para a final. Entretanto, não é bom arriscar nesta ou naquela equipe, tendo em vista que a competição tem surpreendido todos aqueles que expõem algum palpite, em face de seu equilíbrio e da dinâmica que tem sido apresentada dentro de campo.

Boa sorte às equipes que estarão ‘brigando’ sábado que vem pelas vitórias, especialmente para aquela que irá figurar mais um ano como a estrela máxima da constelação da Arena Sindijus.

Oxalá, não se repita nas Arenas da Rússia essa mesma natureza de selecionados na final da competição, ou seja, dois selecionados europeus porque aí estaremos mais uma vez dando ‘adeus’ ao HEXA.



Imagens

Súmula da rodada


Sumula da rodada

Alemanha finalista

Arquibancadas

Nosso gramado é nosso orgulho

Estagiários de Educação Física presentes em nossa arena

Arquibancadas

Comentários (1)

Enviado por: Zinedine zidane, em: 11/06/2018 08:21
Alemanha vai ter que jogar muita bola , se quiser confirmar esse favoritismo .

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)