Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.073.449 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Rivalidade ou sonho nostálgico?


Publicada em: 27/02/2016 13:42
por: Hélio da Rosa Machado

Depois de um bom tempo renasce a velha rivalidade entre o Galo e o Comercial. Dizem que há cinco anos não havia esse clássico. Não penso assim. Clássicos mesmos só ocorreram na década de 70 e 80, quando ambos os times eram competitivos e tinham representatividade na ótica nacional.

Depois só houve arremedo de time. Os dirigentes tentavam imitar a era de ouro. Tudo fantasia. Não havia equipe, apenas um juntado de jogadores (os chamados ‘refugos’) que perambulavam por aí sem clube. Na verdade nem Operário e nem Comercial conseguiram (durante essa trajetória nefasta) se reerguer sozinhos, ou seja, sem a participação do rival. Tanto que nesse longo período sem futebol em nosso Estado, surgiram times quase que ‘fantasmas’ que não tinham torcidas, como foi o caso do Sene, que muitos anos foi mantido pelo Reverendo Mun,  líder de uma seita (pouco recomendada) que se instalou no município de Jardim.

Hoje, não sei se ainda podemos chamar esse encontro de clássico. O Comercial vem com um elenco até certo ponto valorizado, porque conquistou o título na primeira divisão na era televisão. Isso dá algum status? Muito pouco, porque a TV não pode ser o único instrumento de motivação ou de impulso para a formação de uma agremiação profissional. Nosso Estado engatinha nesse sentido e aí sim a televisão tem dado sua contribuição, afinal a divulgação dos times e especialmente das vitórias alcança um número elevadíssimo de torcedores.

O Operário ainda é uma incógnita. Está tendo um começo até certo ponto otimista, porque é o único time que em três jogos somou o maior número de pontos. Isso é suficiente para a grande guinada? Não creio. Há muito a ser percorrido e muito a ser provado para que o ‘Gigante Adormecido’ volte a ser grande e respeitado em nosso Estado.

O fato é que esse próximo comerário, apesar de realizado em palco modesto e com todas as desconfianças que um começo há de gerar, não há dúvida de que faz o torcedor sentir certo frisson, visto que estamos tratando da maior rivalidade já vista nesta Capital.

Quem sabe não vá ser o pontapé para a reabertura de nosso futebol profissional em nível que o torcedor gostaria de ver, afinal os dois times estão oferecendo atrativos: no operário a presença do veterano Rodrigo Grau e no comercial a presença de Aluísio Chulapa. São jogadores em final de carreira, mas representam certo apetite na fome de torcedor, afinal melhor comer um bom churrasco do que degustar um arroz com ovo.




Imagens

Vamos lá Galo! Vamos depenar o colorado! kkkkkkk

Comentários (1)

Enviado por: Hélio, em: 29/02/2016 19:49
Quem viu o jogo não pode contar vantagem. 1 a 1 com gols marcados pelas principais estrelas de cada time. Comecou bem. Melhor ara o Galo que continua líder.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)