Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.157.696 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

E agora José?


Publicada em: 14/03/2016 07:48
por: Hélio da Rosa Machado

 

Boa parte daquelas pessoas que foram às ruas no dia de ontem (domingo) tinham motivos mais que justos para protestar. Engrossaram as fileiras daquele movimento porque estão insatisfeitas com o Governo e com a classe política do país.

Até aí tudo bem.  O que me preocupa é o desenrolar desses acontecimentos. Sucede que o movimento em questão não é novidade. Começou a se desenvolver com a derrota de Aécio Neves nas últimas eleições. O principal foco dessa indignação vinha do Estado de São Paulo. Foi lá que tudo começou.

Pois bem. A vida difícil encetada pela falta de atenção do Governo atual no campo econômico serviu de base para que a população que ainda estava indecisa viesse a engrossar as fileiras do protesto. O resultado foi o que se viu no dia de ontem. Milhares de pessoas nas ruas.

Entretanto, não devemos olvidar que a principal bandeira dos protestos era um partido, uma Governante e um ex-governante. Isso basta para que as coisas comecem a andar bem? É um passo concreto para acabar com a corrupção no Brasil?

Creio que não! Pode ser o engatinhar, mas jamais o melhor passo. Com um possível impeachement da atual Presidente do Brasil, quem assumirá o poder? Um político acostumado a comandar os bastidores da política Nacional. Nada mais nada menos do que Michel Temer, cujo histórico é pouco recomendável em face de sua tendência a ‘pular de galho em galho’, por oportunismo. Ora, ele esteve com o PT em todos esses anos de comando do Brasil. Por certo acompanhou e viu de perto todos os desmandos, mas, preferiu calar-se, visto que o partido governista lhe concedia as benesses pessoais, indicação de seus correligionários para os altos cargos do Governo.

E agora José? Ele passou a ser o ‘salvador da pátria’? Diante desse quadro nenhuma mudança haveria com a troca de Governo, ou seja, sairá um partido podre e entrará outro de mesma índole negativa, já que um de seus líderes, o Eduardo Cunha, também é motivo de investigação em face ao uso de propinas. Aliás, nessas alturas se a máquina de ‘caça lobos’ fosse mesma verdadeira, esse também já deveria estar atrás das grades!

Penso que o Governo do PT está realmente desgastado e não merece continuar no Poder, mas, isto no seu momento próprio, ou seja, nas eleições de 2018. Acho que deve ser respeitado o pleito que elegeu Dilma. Esse impeachment ora propalado não tem legitimidade jurídica. É só consultar os juristas nacionais!

Entretanto, é admirável a atitude das pessoas que saíram às ruas no dia de ontem. Foram cirúrgicas com relação aos propósitos do movimento. Protestaram pacificamente. Mostraram noção de civismo. Impediram que políticos oportunistas associassem ao evento as suas bestiais figuras.

Só espero que na prática isso sirva para alguma coisa, porque o desdobrar dos acontecimentos pode favorecer àqueles que não merecem nenhum favorecimento.



Imagens

Vamos rezar para que a luta do prova não se transforme em um resultado tão ruim quanto ao atual.

Comentários (4)

Enviado por: k10, em: 14/03/2016 10:47
Disse tudo caro Hélio. Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come.

Enviado por: absurdo, em: 14/03/2016 16:10
Sucede que a última eleição foi ganhada através de mentiras, após a eleição tudo disparou, não venha com a essa que é crise mundial, porque o PT pegou um país mudado, com todos nos queríamos, deixado pelo FHC, com dolar igual ao real, sem inflação e daí? virou essa porcaria, que estamos vendo, 14 anos no pode e ficou pior, só comprando o MST, alguns sindicatos, etc... Então não é porque é fulano ou beltrano que vai entrar, a verdade é que pior que o PT não tem, a cúpula dele está na cadeia e ainda tem dúvidas? aí é excesso de fanatismo achar que eles ainda são o Salvador da Pátria com antes de entrar no poder. A responsabilidade é de cada um de nós, e se ela sair não será golpe algum como querem os fanáticos Petralhas, até porque na era Collor tudo será normal, e diga-se, com menos roubalheira como está hoje.

Enviado por: Farinha do mesmo saco, em: 16/03/2016 07:02
No acordo de delação premiada assinado com o Ministério Público Federal e homologado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, relator do processo da Operação Lava Jato, o senador sul-mato-grossense Delcídio do Amaral revela que o esquema de corrupção na Petrobras já ocorria antes da chegada do PT ao governo, nas gestões dos presidentes Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso. Segundo Delcídio, já na gestão do ex-presidente da estatal Joel Rennó, que comandou a Petrobras nos governos de Itamar e Fernando Henrique, entre os anos de 1992 e 1999, ocorriam “casos de ilicitudes”, em alguns casos para “enriquecimento pessoal” como também para “financiamento de campanhas políticas”.

Enviado por: Hélio, em: 16/03/2016 07:55
Absurdo é entender as coisas de maneira distorcida. Eu não disse nada sobre PT. Ao contrário, se prestar atenção eu os chamei de bandidos. O cavalo que usa 'tapa olhos' só enxerga pra frente, de acordo com a conveniência daquele que comanda a carroça. O que fui bem claro é que sou contra a corrupção e não contra prender uns bandidos e deixar outros soltos, como se fossem isentos de qualquer censura. Essa visão é que está levando o Brasil para o buraco, visto que algumas pessoas acham que uns podem e outro não. Ninguém pode. Seja o partido que for. O que eu disse é que se é pra por outro do mesmo nível de podridão é preferível deixar alguém que o povo escolheu e não outro bandido. Se for bandido tem que ir pra cadeia. Entendeu ou é precisa desenhar?

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)