Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.401.364 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2021
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Uma semifinal brilhante...


Publicada em: 13/06/2010 06:14
por: Hélio da Rosa Machado

                  Os dois jogos da semifinal foram disputados no mais alto nível, fazendo jus ao perfil do Campeonato Aberto deste ano, que vem mostrando uma regularidade invejável.

                   Já era expectrativa de todos que seriam jogos bem disputados e que venceria aquele que não desperdiçasse as oportunidades de gols. O curioso é que as equipes estavam tão bem postadas dentro de campo e tão bem preparados para isolar a melhor jogada do adversário que nem mesmo as oportunidades de gols foram tantas.

                    O que se viu eram equipes determinadas e aguerridas lutando a todo custo para romper as barreiras adversárias, cuja performance resultou em dois excelentes jogos, nada devendo à estréia e aos jogos que estão acontecendo na Copa do Mundo; medidas as devidas proporções.

                     No primeiro jogo as equipes do Paraguai e da Espanha fizeram um jogo empolgante do começo ao fim. O zero a zero marcou a performance das equipes no primeiro tempo. No segundo tempo a Espanha partiu para o ataque e conseguiu seu gol, através de um golaço do zagueiro Fábio (gol de bicicleta). A equipe do Paraguai   ciente de que deveria fazer apenas um gol para se classificar, pois era beneficada com o empate nessa fase, rumou para o ataque e acuou a equipe adversária na linha divisória de sua defesa causando uma saraivada de jogadas de ataque, até que numa cobrança de escanteio o goleiro não conseguiu segurar a "Jabulani" que caiu limpinha aos pés de um sagueiro (Lino)que definiu a jogada e deu a classificação à equipe do Paraguai. O mais interessante é que esse gol saiu exatamente depois que o ponteiro do relógio marcava os acréscimos para o final do jogo.

                  No segundo o jogo a desenvoltura das equipes não foi diferente, pois a Argentina numa crescente assutadora dentro da competição foi pra cima da equipe favorita - o Brasil.  Detalhe: a Argentina conquistou o técnico "Maradona" (Alziro) que vestido a caráter com um terninho surrado das épocas de Amambai, com vasta barba a lá técnico dos Ermanos, gritava e esmurrava à beira do campo incentivando seu pupilos de azul  claro. Assim, o jogo trancorreu numa disputa desenfreada com o incansável Guima correndo atrás do melhor atleta do Brasil - o Ruimarzinho - como se fosse um guerreiro defendendo sua pátria. Evidente que o guerreiro não tinha as mesmas forças, até que o árbitro resolveu dar um fim naquela perseguição implacável, eliminando-o do jogo com um azulzinho da cor da sua camisa. Daí em diante o menino de ouro da equipe Brasil teve mais brilho, mas como o escrete brasileiro não possui apenas uma estrela, o brilho aconteceu num outro personagem de mesma capacidade técnica o menino da Igreja - o Pio (Reginado) - que numa jogada de pura rapidez definiu o placar, levando sua equipe para a final.

                 Parabéns aos finalistas e também àqueles que não conseguiram seu objetivo de disputar a final, mas que lutaram como nunca dentro de campo e irão disputar (com méritos) o troféu de 3º lugar.

                 Valdir e Toninho partirão para uma "briga" de gladiadores, pois contam com um elenco bem eclético e cheio de variações táticas, com atletas de bom nível técnico, com uma pequena baixa para a equipe Brasil que perdeu um atleta de relevância na sua defesa, o atleta Jonir. Esperamos que tenha tempo de recuperar-se para a final.

                   Quiçá a Copa do Mundo que está em trânsito também tenha dois sul americados na final. Melhor ainda se imitarem nosso campeonato com Paraguai X Brasil.

                  Na parte da 'cornetagem' que me  reserva a história cito o fato de meu compadre Artur Maecawa estar disputando uma final e, como tal, com grandes chances de finalmente estrear na foto do Salão Nobre. Já era hora (não é compadre!), antes que aquelas 'famosas dorzinhas' que você sempre reclama não tenham lhe retirado de vez as energias para tanto.

                   No mais, só quero enfatizar aos atletas das quatro equipes que está figurando na rodada final que há um compromisso social no grande dia da entrega dos troféus, que é a doação de alimentos para as pessoas carentes de nossa Capital. Também nesse quesito haverá uma premiação. Portanto, será o grande campeão aquela equipe de acumular o maior peso em donativos de alimentos não perecíveis. Participe da campanhas. Os atletas de outras equipes que quiserem fazer parte do donativos entreguem suas doações ao representante da equipe que você escolher.

                 Vamos encher os nossos corações de alegria e também alimentar àqueles que estão com fome.



Imagens

Brasil finalista...

Paraguai finalista...

Comentários (3)

Enviado por: Brasileiro, em: 14/06/2010 13:12
Como site oficial da competição, o Mão Na Taça "pisou na bola" ao não fazer a cobertura fotográfica desta semi-final. Esperamos que na Final tal não ocorra...

Enviado por: Guima, em: 14/06/2010 14:11
Concordo com a afirmação de que os dois jogos da semi-final foram muito bem disputados e fizeram jus ao equilíbrio demonstrado pelas equipes durante o campeonato! Espero que os atletas dos times finalistas esqueçam a arbitragem e se preocupem em jogar futebol, assim como fez a equipe da argentina no jogo da semi-final!Desejo boa sorte aos finalistas e que vença o melhor!

Enviado por: Pauliane, em: 14/06/2010 17:13
Guima concordo com vc em ke os jogos foram mtu disputados !mais em relação a arbitragem não tem como !!Poxa tão indu arbitros mtu ruins!aff num tem kem não se revolte pois um erro acaba com uma campanha excelete de um time!!!A dik não tem dik pois a arbitragem sul matogrossense é horrivel d+!!!!Bjus ***

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)