Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.322.432 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

'Peladona' em ritmo de campeonato.


Publicada em: 01/04/2012 09:05
por: Hélio da Rosa Machado

Como sempre acontece, na proximidade dos campeonatos, as tardes de sábado (de peladonas) é sempre vibrante, em face da presença maciça daqueles que aspiram fazer um bom campeonato.

O curioso é que no segundo semestre, quando o campeonato é realizado para os veteranos, a presença marcante nos sábados (que antecede ao certame) é de atletas com idade compatível com essa modalidade.  É o que também se observa, quando há expectativa sobre o campeonato a ser realizado com atletas acima de 15 anos, visto que nas semanas que antecedem a esse evento esportivo constata-se a presença da maioria absoluta de jogadores abaixo de 30 anos.

A tarde de ontem ilustrou essa realidade, em face à presença da maioria de jogadores jovens. Resultado disso, foi a formação inicial de quatro equipes, com boa parte de atletas jovens, até meninos, que ainda não tem idade, mas que seus pais já os incentivam a mostrar seu futebol para despertar interesse dos representantes de equipes.

Assim, na medida em que a peladona foi se desenvolvendo, foram chegando mais jogadores que, no final, já compunham a quinta equipe.

Enganam-se aqueles que pensam que quando tem muito atleta, a peladona tende a ser desmotivada pela grande espera. Ocorre que a Direção estabelece regras que permitem maior dinâmica. Ou melhor, quando há a formação de quatro ou mais equipes, os times têm de esforçar-se ao máximo para construir a vitória.  Isso implica dois fatores de motivação: 1 – a necessidade dos jogadores se aplicarem dentro de campo; e 2 – aumento do nível de competição e de motivação, levando-se em consideração que o empate exclui as duas equipes que estão disputando uma única vaga.

Como o tempo de quinze minutos passa com uma relâmpago, é necessário que todos se apliquem com o senso do coletivo, para que não haja eliminação precoce Aliás, esse tipo de competição é único e quebra a regra comum do futebol, em face de que aquele que assiste quer ver o empate e não a vitória. Se o gol sai de um lado, todos torcem para que também saia por parte da equipe que está sendo derrotada, já que o empate levará as duas equipes da espera para o confronto imediato. Assim, há uma rotatividade mais latente, quando há número expressivo de peladeiros.

Entretanto, uma questão que ainda passa por fase crítica, é a eventualidade de ocorrer um lance de pênalti. Nesse item não há unanimidade, tanto para a regra que vem sendo aplicada (impossibilidade de se cobrar pênalti), como para a possibilidade de que essas cobranças sejam implantadas.

Recentemente, viu-se iniciativa que poderá resolver a questão. Sucede que o Fabrício, num dia de inspiração, candidatou-se para apitar os jogos, quando não estava atuando como jogador. Deu certo. Nesse dia não houve reclamações incisivas sobre esse tema. Fica uma sugestão: - vamos procurar as pessoas que queriam apitar as disputas, deixando a critério do mediador o fato de apitar ou não os pênaltis.

No mais, nosso site deseja que a meninada que está disposta a disputar o campeonato, enquanto esse não se iniciar, que continue comparecendo para as peladonas de sábado à tarde.

Aproveito para informar àqueles que não tiveram contato com as conversas deste último sábado, para que compareçam à nossa Arena Esportiva de sábado que vem (dia 7.4.12), visto que ficou combinado com o nosso Diretor Esportivo e com alguns interessados, que haverá peladona nesse dia, mesmo diante do feriadão prolongado, tendo em vista que muitos dos presentes demonstraram interesse de comparecer, porque não irão viajar.



Imagens

Pode comparecer. Não corremos esse risco...

Comentários (0)

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)