Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.301.634 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2019
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

O Torneio início foi um sucesso...


Publicada em: 19/04/2009 17:57
por: Hélio da Rosa Machado

A Diretoria Esportiva está radiante em face da excelente disputa travada ontem (18.04.09), no Torneio Início relativo ao XV Campeonato Aberto da Delegacia Sindical de Campo Grande. Foi um grande espetáculo (com casa cheia), onde as 07 equipes participantes demonstraram um futebol nivelado, tanto que a maioria dos resultados foi de empates e a classificação decidida em penalidades máximas.

 

Neste ano o sorteio e a escolha das equipes foi o ponto máximo da competição, pois desde já dá para prever grandes jogos, considerando o equilíbrio entre as equipes.

 

A rodada iniciou-se com a cerimônia tradicional em nossos campeonatos, hasteando-se a Bandeira Nacional e Bandeira do Sindijus, através das mãos de Antônio Ávalos e Melchior Martinez. Este último foi chamado para esse mister em face da sua histórica participação nestes certames, pois é um dos remanescentes daquela 1ª equipe campeã de nosso campeonato.

 

O Diretor Esportivo declarou aberto o certame e enfatizou que esperava de todos os atletas a lealdade nas jogadas, principalmente dos mais jovens, alertando-os que estão participando de uma competição cuja maioria dos atletas é de veteranos e, em face da idade, já não são aqueles jogadores que resistem a uma jogada mais ríspida.

 

 

O histórico das súmulas das partidas demonstra que no 1º jogo a Portuguesa derrotou o Criciúma por 02 X 00. No 2º jogo um empate por 01 X 01 entre as equipes Remo e Ceará; mas nos pênaltis classificou-se a equipe do Remo. No 3º jogo novo empate por 01 X 01 entre as equipes do Caxias e do Avaí; mas nos pênaltis ficou classificada a equipe do Caxias. No 4º jogo o Gama perdeu de 01 X 00 para a Portuguesa. No 5º jogo a equipe do Remo perdeu de 02 X 01 para a equipe do Caxias. Na grande final o Caxias derrotou nos pênaltis a equipe da Portuguesa, porque no placar normal houve empate de 02 X 02.

 

Assim, sagrou-se campeã a equipe do Caxias, comandada pelo glorioso “Cafus” (Edson Ferreira), com destaque para o atleta Átila Gruneward que bateu todos os pênaltis e não desperdiçou nenhum. Destacaram-se, também, durante as partidas, os jogadores Everton Rudney e Márcio Espiridião, demonstrando um bom preparo físico e desenvolvendo boas jogadas de ataque.

 

Registro que as arquibancadas estavam lotadas com os atletas e seus familiares.  Isso deixa-nos muito felizes, principalmente a Diretoria da Delegacia Sindicial, porque vendo uma competição tão aceita pelos seus filiados, dependentes e convidados, verifica que vale a pena investir nesse campeonato que hoje se tornou uma tradição e que denota uma grande expectativa pelos adeptos do futebol. Hoje verificamos muitos pais trazendo seus filhos para se inscreverem no certame, o que realça a grandeza do evento unindo a futura geração em torno do esporte.

 

Para que a matéria não fique tão formal registro o lance hilário da tarde. Um torcedor (provavelmente assessor da mãe Diná), no momento da cobrança dos pênaltis da final, disse em alto e bom som: - Vejo que existem poucos batedores credenciados para não errar as cobranças. E arrematou: - Quando se esgotar essas forças mais eficientes, certamente que a emoção será maior, pois o afunilamento das cobranças nos trará lances inesquecíveis. Dito e feito: Lá pela quarta cobrança chegou a vez do nosso “Corneteiro Oficial” fazer a cobrança, o nosso conhecido “Lalá“; aquele zagueirão “peso-pesado”. Foi um alvoroço nas arquibancadas, mas lá foi ele decisivo e concentrado. Pegou a “gorduchinha”, estacionou-a na marca branca e piimmmbbbaaaa!. A bola subiu pegou no travessão, voltou em direção ao chão, repicou novamente e saiu pra fora. O árbitro olhou para o assistente e fez um gesto negativo e não confirmou o gol. Que azar, hem!!!. Ai, o João Arantes (adversário) e também sexagenário, vai lá bate e sai pra galera e o Laerte sai de campo cabisbaixo.

 

Mas a estória ainda não acabou. Lá na “guela” todos sentados degustando uma ‘loira gelada’ e um gozador inventa de menosprezar a dita cobrança. Ah, meu amigo, foi outro alvoroço, pois o “Lalá” ‘mordeu a chumbada’ como se diz na gíria. Huuummmm:  -  “rodou a baiana”!!!

 

Enfim, é só o começo. Sábado que vem tem mais, registrando que a tabela do campeonato só prevê o salto de uma rodada, que é aquele final de semana próximo do dia 1º de maio.

 

Segue as fotos que possuo, mas poderão ser adicionadas algumas outras, oportunamente, eis que estavam presentes outros fotógrafos de renome como é o caso do Ivanor e do Fabricê...



Imagens

Hastiamento da Bandeira Nacional não mãos do "magríssimo" Toninho Ávalos

Equipe campeã comandada pelo "Cáfus".

Detalhe da galera presente...

Equipe concentrada para execução do Hino Nacional.

Equipe concentrada para execução do Hino Nacional.

O momento cívico...

Um visual abrangente...

No "Guela" teve até "bofagem". Vejam só!!! Que gracinhas!!!

A alegria da equipe campeã...

Vídeos

baixe o Flash Player para ver o video.
Cobranças de pênaltes na final do torneio

baixe o Flash Player para ver o video.
Representante Edson recebendo a taça de campeão

Comentários (5)

Enviado por: Paco, em: 20/04/2009 06:36
Parabéns a todos envolvidos em mais esse campeonato, que com certeza os corneteiros de plantão já estavam sentindo falta. Parabéns ao Caxias comandado pelo nosso amigo "Edson", e também ao Toninho que ao continuar assim provavelmente teremos a sua habilidade em campo, para o veteranos. Abçs a todos.

Enviado por: Hélio da Rosa Machado, em: 20/04/2009 07:57
Lance de bastidor: Vê como a bandeira empunhada pelo Melchior está mais acima. Ele disparou na frente e nem se importou para o adversário. O Toninho olhava para ele e ele alheio a tudo...Tive q

Enviado por: Hélio da Rosa Machado, em: 20/04/2009 08:04
...Tive que rir(na hora do Hino Nacional), com o olhar de recriminação do Toninho. Ocorre que o Melchior estava alheio a tudo e nem sequer notou seu "mico". A Bandeira do Sindijus andava a 100 kh e a do Brasil a 40 kh. Lembrei do Airton Senna, nos velhos tempos. Hehehehe...

Enviado por: k10, em: 22/04/2009 15:46
Nosso amigo Lala teve que ouvir umas críticas de minha parte, afinal ele cresceu vendo como se bate uma penalidade com maestria, Natalicio, Átila,Tucho, eu, João Arantes e tantos outros veteranos deram aula de panalidades e ele vem e bate na trave...E a gurizada heim? Tremeram nas cobranças...

Enviado por: k10, em: 22/04/2009 15:49
Em tempo, nossos parabéns a Diretoria e a todos os atletas pelo excelente Torneio Início, isto é só uma prévia do que vai ser o campeonato.

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)