Seja bem-vindo, você é o visitante número 1.163.729 do nosso site desde março/2009.

Menu Principal
Início
Apresentação
Notícias
Comentários
Agenda de Jogos
Fotos e Vídeos
Hino
Contato

Campeonatos SINDIJUS
Veterano 2018
Veterano 2017
Veterano 2016
Aberto 2015
Veterano 2015

Voltamos a ganhar.


Publicada em: 09/09/2013 15:34
por: Hélio da Rosa Machado

Nosso time, nos jogos amistosos que realizamos este ano não estava bem no que diz respeito aos resultados, já que boa parte dos jogos nós acumulamos derrotas. Tanto que é mais fácil a gente se lembrar dos jogos que ganhamos (poucos) dos que aqueles que perdemos (muitos).

Entretanto, a fase ‘negra’ está ficando pra trás. Algumas razões devem ter servido para que a equipe não fosse tão efetiva neste ano. Primeiro, a adaptação com o novo sistema já que há mais rodízio para fazer dentro de campo com a nova filosofia empregada pela atual diretoria. Segundo, nosso time está ficando mais velho e os atletas mais novos não estão conseguindo preencher essa lacuna. Terceiro, a maioria dos adversários que têm comparecido em nossa Arena para enfrentar nossa equipe são constituídos de jogadores novos, abaixo de trinta anos, o que dificulta sobremaneira a nossa performance. É quase impossível que um jogador de cinquenta anos consiga correr contra um adversário que tem idade do próprio filho.

Credito boa parte de nossa melhora dentro de campo ao fato de a diretoria ter feito um enxugamento na agenda, dando preferência aos times que possui idade compatível com a nossa.  Exemplo disso são os últimos resultados que obtivemos contra times veteranos.

Mas, ultimamente, o que vem surtindo efeito imediato é a insistência de nosso Diretor Esportivo em cobrar dos atletas o máximo dentro de campo. Como muitos de nossos atletas já não têm mais a destreza e nem a energia de alguns anos atrás, é curial que tenham noção de que já passou o tempo de conduzir a bola nos próprios pés. É hora de fazer o que fazem alguns times veteranos que jogam contra a gente. Fazer a bola passar de pé em pé, caprichando apenas na hora de efetuar o passe para que a bola não seja arremessada de qualquer jeito propiciando que o adversário tenha preferência na posse da bola.

Nós temos um time cujos atletas são na maioria veteranos. Os jovens que estão no time precisam ter esse ponto de referência quando entram para compor a equipe. Devem se aproveitar da experiência que esses jogadores têm e abreviar o trajeto dentro de campo. É mais fácil dar um toque de primeira e receber na frente, porque esse pequeno fundamento vai aproveitar mais a sua energia e poderá beneficiá-lo se de em um toque dessa natureza a bola for parar perto da grande área. Esse jogador terá todo o recurso para concluir para o gol e não terá sofrido o desgaste de ter que passar por dois ou três adversários.

Outra coisa que o PC fala muito e eu também quando tenho a oportunidade de opinar. Com a melhora na agenda de jogos e jogando contra atletas de mesmo nível (quanto à idade), nós não precisamos jogar retrancado. Isso acontece na maioria das vezes. Quando um jogador de meio vai lá pra frente logo tem um zagueiro chamando de volta. Evidente que não é todo instante que isso deve ocorrer, mas dependendo das circunstâncias da partida os volantes e os meias podem avançar, por que não? O Fabrício, por exemplo, é um volante que sabe atacar. O Emerson sabe atacar. O Fábio sabe atacar. O Piron sabe atacar. Assim, porque ficar só lá atrás. Eu não entendo essa obsessão de só se defender. Se isso fosse motivo para não perder jogo não estaríamos só perdendo conforme tem acontecido.

Quando jogamos contra um time de gurizada até entendo essa mania do time ficar atrás. Justificável em face da desproporção da idade. Só que tenho verificado que isso não acontece só quando jogamos contra a gurizada. Tem sido uma tônica. Acontece em quase todos os jogos. Não vejo o nosso time marcar o adversário quando estes têm o tiro de meta. Nós os esperamos em nosso campo. Isso ajuda o adversário porque eles só terão o trabalho de jogar quando estiverem em nosso lado do campo.

Entretanto, tenho visto avanço. De tanto o PC falar o time está começando a mudar essa forma de jogar. Essa melhora tática tem refletido nos resultados dos jogos. Já aconteceu em duas quintas-férias seguidas e principalmente no último sábado quando jogamos contra um adversário de nosso nível etário (os bombeiros). Houve alguém que falasse os caras estão ‘fininhos’. De fato, eles tinham bom preparo físico e boa capacidade técnica. Entretanto, isso não foi obstáculo e ganhamos o jogo.

Na próxima quinta-feira estaremos enfrentando outro time que já conhecemos. Eles, na maioria, são veteranos. Logo, teremos mais uma oportunidade de aplicar nossa nova fórmula de jogar. Se isso for repetido é certo que faremos outra excelente partida.

Parabéns a todos pela adesão à nova filosofia. No nosso time todos podem contribuir um pouquinho. Entretanto, o resultado final depende do entendimento e da dimensão que cada um visualiza a leitura tática. Temos um bom grupo. O importante é fazer com que todos se dediquem de acordo com a sua faixa etária e que os mais novos saibam entender aqueles que já não têm a mesma destreza de antes.

O técnico não joga dentro de campo e nem ganha jogo. Quem ganha são os jogadores. Mas, pode ser fundamental para o resultado de uma partida, caso aqueles que estão dentro de campo executem o seu planejamento tático. Isso é válido até em nosso campeonato, respeitadas as devidas proporções.



Imagens

Essa época já passou. Agora, dependemos dos mais novos.

Comentários (10)

Enviado por: Saudoso, em: 09/09/2013 16:20
PC, Naldo, Kerson, Laerte, Moacir, Robson, Osvaldo, Artur, Arnaldo, Valdecir, Beto, Hélio, Tucho e o garotinho Diego Furquin segurando a bola.

Enviado por: Paco, em: 09/09/2013 16:22
Já que todo o meio campo sabe atacar, que tal alguém para armar as jogadas...rsrsrs

Enviado por: COMENTARISTA, em: 09/09/2013 17:06
O FABRICIO, PIRON, EMERSON, FABIO, TULINHA SABEM ATACAR É UMA CAIXA DE LATINHA...RSRSRSRSSR, MAS NA VERDADE ELES SÃO BONS NA ARMAÇÃO...DE ANZOL DE GALHO, ARMAR PESCARIA, ARMAR BARRACA,RSRSRSRSSRSR.

Enviado por: Diego Furquim, em: 09/09/2013 18:15
Nossa olha eu criança ..... bons tempos !! Timaço da ASPJEMIS

Enviado por: Guima, em: 11/09/2013 13:47
O "Tuchão" ganhou alguns quilinhos; PC continua com o "cabeção", mas perdeu os cabelos; "Machadinho" carrega agora uma "melância" na cintura; Beto Túlio não tem mais ossos no quadril; Valdecir está jogando no escrete do Senhor Deus; Kerson deu uma "engordadinha"; Lalá virou "esqueleto de ferro"; "Kápu" abandonou as chuteiras para o bem do futebol, faz um "par" de anos! O fenômeno do não envelhecimento se chama ARTHUR, que não mudou uma virgúlazinha sequer! O Arthur parece cobra no formol!

Enviado por: Guima, em: 11/09/2013 13:49
KKKKKKK O ARTHURZINHO HJ TÁ PARECENDO MAIS NOVO QUE O DIEGO! KKKK

Enviado por: Hélio, em: 11/09/2013 15:56
Grandes observações amigo Guima. O compadre é o único que tem o elixir da juventude. Se ele revelasse a fórmula o mundo não seria mais o mesmo kkkkk

Enviado por: k10, em: 11/09/2013 16:49
Esse Capu que o Guima tá falando deve ser o Osvaldo Paco, pois o nosso Marco Capu só ficava torcendo e admirando, eles são bem parecidos rsrsrsrsrsrsrs.

Enviado por: Guima, em: 11/09/2013 17:01
KKKKKKKK O Osvaldo Lima e o "Kápu" já foram gêmeos siameses! Me enganei msm! Como diz o ditado: "Cara dum, focinho do outro!"

Enviado por: Paco, em: 12/09/2013 09:29
kkkkkkkkkk, é a idade de vocês, começam a confundir...o braço fica pequeno e por ai vai...kkkkkkk

Enviar comentário


Nome:
Comentário:
Código de verificação:  
(digite os números que aparecem na imagem ao lado do campo)